Cuidar de um descapotável

 

São mais bonitos, emocionantes e invejados, mas o lado negro dos automóveis descapotáveis pode trazer constipações, lugares subitamente vazios no parque de estacionamento e mesmo, divórcio. Deixamos algumas dicas para cuidar do seu descapotável.

Garagem

Própria, emprestada ou de recolha. É essencial para poder dormir descansado à noite.

Não trancar as portas

A menos que tenha hard-top, mais vale deixar o carro aberto. Ninguém vai rebentar a fechadura, quando pode cortar a capota. E…

Interior limpo

Como é impossível proteger o interior de um descapotável, não deixe qualquer valor (carteira, telemóvel, óculos de sol), no interior. Nem tenha rádio, excepto um tão barato, que não compense o roubo.

Alarme e imobilizador

Há várias formas de aplicar corta-correntes e alarmes. As barras de protecção no volante ou pedais podem ser muito desencorajadores para o estranho mas acabam por ter também um efeito semelhante no proprietário…

Protecção solar

Num descapotável, a exposição ao sol e a deslocação de ar, que refresca a pele, podem dar origem a um escaldão. Nada como passar um pouco de protector solar na pele exposta (cara e braços). O chapéu, ou outra cobertura para a cabeça ajudam, e nas cidades evita que os cabelos absorvam toda a poluição do trânsito. Também podem proteger da chuva, se o tempo mudar de repente.

Hard-top

A maior parte dos proprietários de descapotáveis pega no hard-top duas vezes: para o tirar e para o entregar à pessoa a quem vendeu o carro. Durante esse tempo, mora encostado à parede da garagem. Só tem utilidade para quem, no fundo, quer um coupé…

Tonneau

A melhor forma de fechar o seu descapotável. Protege o interior da chuva, e é mais prático de colocar e tirar do que a capota.

Não ceda aos aero screens…

E à ausência de vidros ou painéis laterais, a menos que não se importe de engolir mosquitos a alta velocidade, pelo prazer último de se sentir vulnerável aos elementos.

Não confie na primavera

É uma estação incerta, e as variações de temperatura, ampliadas por andar de descapotável, facilitam as constipações. A época mais propícia é o Outono, seguido do Verão, mas apenas muito cedo ou à noite, quando o calor não é demasiado violento. Utilizar descapotáveis quando está frio pode ser muito agradável, desde que esteja bem protegido (casaco, gorro e uma luvas).

“São só umas pinguinhas”…

Frase perigosa num descapotável. Sozinho, o resultado pode não ser mais grave do que uma valente “molha”, mas se for acompanhado por alguém que não partilhe a sua abordagem radical à vida, é melhor evitar problemas e subir a capota…

Texto de Adelino Dinis, originalmente publicado no Guia Vintage de Veículos Clássicos de 2006 e 2007